07/03/2014

JOVEM ESTREIA NA LITERATURA COM UM ROMANCE DE SUSPENSE

Um romance cheio de mistério ambientado em Macapá é o enredo do livro A Anfitriã, do amapaense Elielson Júnior, 18 anos. O livro é o primeiro do autor e de uma série de suspense que promete instigar a curiosidade dos leitores para desvendar os mistérios que rondam os personagens da história.



Elielson, que é estudante do curso de direito, sempre foi fã da leitura de ficção e desde criança despertou o gosto pela escrita. “Aos sete anos quando li pela primeira vez o livro Harry Potter, fiquei encantado com a história e comecei a escrever pequenas histórias também, e foi na adolescência que descobrir que era isso mesmo que eu queria para mim”, conta o jovem.


O livro que começou a ser escrito em 2010, e levou dois anos para ser concluído, mas a história foi sendo publicada em partes no site do livro http://aanfitria.weebly.com. Uma maneira de interagir com os seus leitores. “Postavam em um site próprio para se postar história, e ver qual seria a resposta dos leitores, e sempre foi uma resposta bastante positiva”, destaca Elielson.



O lançamento oficial do livro acontece no dia 15 de março no Shopping Macapá, às 19h. O livro será vendido no local ao preço de R$ 40,00.

Texto: Tiago Soeiro - Blog da FLAP
____________________

Contatos com o autor:
(96) 8106 0318 e 9132 8049

17/11/2013

AVENTURAS NO TEMPO EM TERRA TUCUJU

Apresentamos ao leitor deste blog o primeiro livro de Ester Carvalho, socióloga amapaense, que estreia com uma ficção que tem como cenário o território amapaense.


"O romance “As aventuras do professor Pierre na terra tucuju”, de Maria Ester Pena Carvalho, mostra que se há uma característica marcante na história e na cultura amapaense, essa é a afetividade, e, por meio dela, aborda a formação dessa cultura sob a perspectiva de um francês que escolheu morar aqui, e que ao longo do romance vai descobrindo o porquê dessa escolha no “jeito do povo daqui”.
A autora é uma socióloga amapaense, funcionária pública estadual, que, do jardim de infância à universidade, estudou na escola pública. Filha do professor David Miranda dos Santos, ela recebeu de seus pais incentivo para ler e ouvir histórias amapaenses, e disso resultou a criação de seu romance histórico, e o personagem central da obra o aventureiro professor Jean Pierre, e que representam, na realidade, a permanente luta do homem comum por uma humanidade melhor.
O personagem tem muito dos sonhos da autora, como também das vivências de seu avô, Teodomiro Pena, contador de muitas histórias, resultantes dos seus bem vividos 98 anos, mas tem muito mais de nós, professores, que construímos nossa felicidade estudando, pesquisando, investigando e partilhando o que sabemos com os outros, em um processo permanente de retroalimentação do saber.
Talvez por isso este romance proporcione uma leitura tão agradável e uma história cheia de esperança."
(João Wilson Savino Carvalho, escritor e professor)


Resumo da obra:
O romance trata da formação da cultura amapaense sob a perspectiva de um francês que escolheu morar em Macapá dos anos 1970, e que ao longo da narrativa vai descobrindo o porquê dessa escolha “no jeito do povo daqui”.
​ O personagem principal é um solitário professor de francês, que tem a sua razão de viver na pesquisa sobre o eletromagnetismo relacionado com os fenômenos do tempo e que vive intensamente os seus valores morais em permanente conflito com sua curiosidade científica, mas nada tem de super-herói, muito pelo contrário: ele é um homem comum de sua época, que, por conta de sua descoberta, tem o privilégio de vivenciar várias épocas.
​ Talvez por isso seja tão fácil apaixonar-se por esse personagem, o francês mais amapaense que já passeou pelo tempo, pela geografia, pela história e pela cultura de nossa terra, sempre tentando melhorar o mundo, sofrendo alegrias e decepções, mas sempre aprendendo muito com cada aventura vivida.

O livro traz uma crítica sutil à época relatada, mas também um registro, porque recheado de fatos, de lugares, de modos de pensar e de traços culturais verdadeiros (música, pintura, artesanato...), apresentados como responsáveis pelo modo de ser do amapaense, buscando-se nele abordagem bastante agradável e de fácil leitura.
Maria Ester Pena Carvalho

Para a autora:
"O amapaense é um povo que pode orgulhar-se de ter uma cultura própria e uma história fantástica, embora pouco contada. Na verdade, é possível notar entre os estudantes até certo afastamento das coisas de nossa terra, com toda a alienação que disso resulta.
            A literatura tem um papel de suma importância na compreensão do contexto histórico-cultural de uma sociedade. De fato, nenhuma tese acadêmica ou livro didático é assim tão eficaz para incentivar as crianças e os jovens na busca por um conhecimento mínimo da história, da geografia, da política e da cultura regional.
O que acontece é que ninguém ensina história, geografia ou política com tanta leveza como o autor de um romance histórico, seja real ou fictício, pois nele se consegue passar ao leitor a vivência de todo um contexto de interesse histórico.
Os romances com histórias pautadas no realismo (fantástico ou não) divertem as pessoas de qualquer idade, mas principalmente, inspiram jovens e crianças pela leitura descompromissada, já que trazem histórias que poderiam ser vividas por qualquer um de nós, onde o fantástico da história é apenas o mote da criação.
            Por isso a presente obra foi pensada como um constante trânsito entre três gêneros literários narrativos: ficção, realismo fantástico e romance histórico; porém, sem se prender realmente em nenhum deles, mas narrando e refletindo sobre dados históricos do Estado do Amapá, em meio a uma trama que aponta fotos e fatos geográficos e culturais, destacando obras artísticas e causos políticos de cada época, todos engendrados por uma narrativa imaginária. O romance “As Aventuras do Professor Pierre na Terra Tucuju” é uma tentativa de alcançar este objetivo, misturando um pouco de romance histórico com uma perspectiva sociológica da realidade, trazendo fragmentos da história e da cultura dessa terra, focado por um viés de realismo fantástico moderado, com uma pequena contribuição de alguns trabalhos acadêmicos que abordam acontecimentos fundamentais para o destino da região, fazendo assim conexão entre episódios da vida real com a história desenvolvida na obra literária, por meio de uma constante conversa entre o real e o imaginário.
Mas é, acima de tudo, um romance que busca provocar a reflexão sobre alguns dos aconteceres que estão nas raízes da formação do Amapá, e suas consequências diretas para a vida dos amapaenses de hoje.
A autora no dia do lançamento com familiares
            Evidentemente, os personagens são fictícios, e qualquer semelhança com personagens que por ventura (ou desventura) tenham vivenciado aventuras similares, será mera coincidência.
            Por fim, a inspiração para esta obra está na antiga literatura hebraica, na história de Abimaleque, salvo da destruição de Jerusalém viajando no tempo por obra divina, pela gratidão do Profeta Jeremias, que pede a Deus por ele; no que teria acontecido com o famoso navio americano do “Projeto Filadélfia”, em que não apenas o navio, mas também os tripulantes passaram a desaparecer e reaparecer; e por fim, no conto japonês de 2.000 anos de idade, denominado “Urashima”, um dos mais antigos a abordar o sonho permanente da viagem no tempo".  
A AUTORA.
Nota do editor:
Fotos e textos fornecidos pela autora 


Contatos com a autora:
(96 )3222 0707

O livro está à venda nas bancas e livrarias de Macapá e também pode ser adquirido com a autora

07/10/2013

PROFESSOR MÁRIO QUIRINO HOMENAGEADO COM LIVRO BIOGRÁFICO E DVD FEITOS PELA FAMÍLIA

A obra “Mário Quirino da Silva – Biografia” foi lançada oficialmente hoje, 7 de outubro de 2013 na quadra da escola estadual que recebe o nome do biografado. O livro - acompanhado com um DVD com fotos e documentos -escrito e organizado pelos filhos Délrio Façanha da Silva, Sérgio e Márcio que deixam esse legado ao Amapá relatando a vida do eminente professor. Com a presença de familiares, ex-alunos, contemporâneos, da Secretária de Estado da Educação Elda Gomes Araújo e do professor Antônio Munhoz, professores e alunos da escola, o evento tem expressiva significação pois visa dar conhecimento às novas gerações sobre um dos notáveis professores que contribuíram para a Educação no Amapá. E o professor Mário foi um desses pioneiros que se envolveu em várias atividades, tanto educacionais como desportivas e políticas. 



Capa e contracapa do livro




Sumário e Prefácio do livro

Orelhas do livro



O professor Mário Quirino  da Silva Nasceu em Belém-PA, no dia 2 de junho de 1925 e faleceu em São Paulo em 1° de setembro de 1985 em decorrência de um câncer. Em 19 de novembro de 1985 o governador do Território Federal do Amapá, Jorge Nova da Costa, criou a Escola Mário Quirino da Silva, que fica localizada na Rua Claudomiro de Moraes, bairro Novo Buritizal, em Macapá - AP . 
(Texto: Paulo Tarso Barros)



ALGUMAS DAS FOTOS QUE ESTÃO NO DVD QUE ACOMPANHA O LIVRO




FOTOS DO LANÇAMENTO DA OBRA



Fotos: Alessandro Cardoso

Mais informações e fotos sobre Mário Quirino:
http://porta-retrato-ap.blogspot.com.br/search?q=M%C3%A1rio+Quirino


CONTATOS COM OS AUTORES DA OBRA:

Márcio José Façanha da Silva
R. Dona Avelina, 77 - Ap 133
Vila Mariana
04111-010 - São Paulo - SP

E-mail: mfacanha@cardiol.br

02/10/2013

VICTOR CANTUÁRIO EM PROSA E VERSO


As novas gerações de autores, oriundos dos cursos superiores que começaram a ser implantados de forma mais consistente no início dos anos 90, através da Universidade Federal do Amapá (Unifap), estão atuando e produzindo cada vez mais, estimulados por uma conjuntura favorável de valorização da produção literária e científica. Na Ueap, a nossa Universidade Estadual, que começou a funcionar recentemente, e conta menos de uma década, também se notam o surgimento de alguns escritores que extrapolam a temática do regionalismo puro e simples e enveredam por uma literatura mais abrangente - como é o caso do autor destes dois livros que apresentamos agora neste blog. 

"Misto de realidade e ficção", assim
define o autor esta obra 






Coletânea de poemas do autor

Victor Cantuária, através do sistema de publicação independente, sob demanda, publicou as obras Esboço de uma Paixão Inominável (misto de ficção e realidade,Editora Protexto) e Nexus (poemas, através da editora do Clube de Jovens Escritores).
Como nesse tipo de publicação, os interessados devem entrar em contato com o autor ou a editora para adquirir as obras.(Texto:Paulo Tarso Barros)


"Nasci em Macapá (AP), na curiosa data de 09 de novembro do ano de 1981. Graduei-me em Letras (UNIFAP) e em Filosofia (UEAP). Publiquei meu primeiro romance, Esboço de uma Paixão Inominável, em 2011. Ainda neste ano finalizei o volume de poesias Nexus, iniciado na infância, e por tantos anos deixado de lado. Em 2013 sai o meu segundo romance, Desencontros & Acasos juntamente com Nexus. Após a conclusão de Desencontros & Acasos, emendei a produção de um livro de contos, Dix Contos, que será lançado em novembro próximo.
            Para o primeiro semestre de 2014, estou finalizando mais um romance, Entre as horas, que conclui uma discussão temática iniciada em Esboço, e um livro voltado para discussão estritamente filosófica, O que é deus? Além de outros projetos já em execução.
            Sobre a literatura, o que posso dizer é que me veio naturalmente. Cedo tomei gosto pela leitura. Devorei cada livro que me caiu nas mãos, destroçando suas páginas e absorvendo o mais singular pensamento, fazendo do universo do autor o meu próprio. Inevitavelmente tropecei em palavras, e, ao me levantar, acreditei que seria a minha vez de criar meu universo para que outros se perdessem nele, como outrora aconteceu comigo.
           Eis que uma ânsia me invade, não me permitindo sossegar um momento sem rascunhar falas e construir personagens que, ora são, ora me constroem, assumindo aquele controle que achava ter, e, na verdade, jamais possuí". (Texto: Victor Cantuário)


Contatos com o autor:
(96) 8125 0716 (Tim) e 8807 1684 (Oi)
loquorlatinae@hotmail.com